AL BERTO – POETA DE SINES, HOMEM DO MUNDO

Por em 10 de Dezembro de 2012

Doze Moradas de Silêncio

A Biblioteca Municipal de Grândola tem patente ao público até 19 de Janeiro de 2013 “AL BERTO – POETA DE SINES, HOMEM DO MUNDO: Doze Moradas de Silêncio”, uma exposição do Centro Cultural Emmerico Nunes, coordenada por José Mouro e Paulo Correia.

“ A partir do conceito geral do projeto Al Berto – Poeta de Sines, homem do mundo, constituído por quatro núcleos, pretende-se com este primeiro núcleo reivindicar Al Berto como poeta de Sines, através do espaço geográfico, sítio que habitou e laços familiares.

Mostrar o percurso biográfico de Al Berto a partir das casas como espaços de identidade, família, de afetos, crescimentos, inspiração e criação literária. A exposição centra-se nas diversas casas onde Al Berto viveu. Estas servem de referente para as suas vivências, definidas pelos lugares, pessoas e elementos textuais evidenciados na obra literária.”

A sua obra engloba títulos como “À Procura do Vento no Jardim de Agosto” (1977), “Trabalhos do Olhar” (1982), “Salsugem” (1984), “Apresentação da Noite” (1985), “O Medo” (1987) vencedor do prémio de poesia do Pen Club em 1988, “Lunário” (1988); “O Livro dos Regressos” (1989), “A Secreta Vida das Imagens” (1991), “O Anjo Mudo” (1993) e “Luminoso Afogado” (1995). Al Berto deixou incompletos textos para uma ópera, para um livro de fotografia sobre Portugal e uma «falsa autobiografia», como o próprio autor a intitulava.

Al Berto morreu em Lisboa a 13 de Junho de 1997 com 49 anos.

Horário de Visita:

2ª feira – 13h às 19h / 3ª a 6ª feira – 09h às 19h / sábado – 10h às 13h

 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.