Baquet em cena no Cine-Teatro Curvo Semedo em Montemor-o-Novo

Por em 29 de Janeiro de 2013

Baquet é uma história trágica que aconteceu na noite de 20 para 21 de Março de 1888 no Porto. Um espectáculo de homenagem decorria, a sala estava lotada, perfazendo cerca de seiscentos espectadores quando em menos de meia hora um fogo destruiu um teatro por completo.

O texto propõe uma fragmentação do discurso em vozes. A palavra e a sua escuta serão o espaço privilegiado para a emergência de imagens. Depois já só falta chegar à forma, à acção teatral (ou a sua recusa), à possibilidade de estarmos em 1888 ou de estarmos no aqui e no agora.

O Teatro Baquet desapareceu ficando para a história apenas um mausoléu no cemitério de Agramonte no porto em homenagem às vitimas desse trágico incêndio. É uma metáfora perigosa!

 

Paralelamente ao espectáculo, planeamos uma formação com os criadores de Baquet, aberta ao público gratuitamente. Trabalhar com a comunidade local foi um dos pilares para a concretização deste projeto. É chegada a hora de alargar esta experiência a outros elementos da comunidade. A partir de técnicas e estímulos que foram trabalhados durante a construção do espetáculo, permitiremos que os formandos experimentem um pouco do que foi o trabalho performativo de Baquet. Esta formação realizar-se-á no dia 10 de Fevereiro das 10h30 às 17h30, no Cine-Teatro Curvo Semedo.

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.