Centro de Artes uma realidade desde 2005

Por em 22 de Fevereiro de 2012

Em Novembro de 1999, a Câmara adjudica ao Atelier Aires Mateus & Associados o estudo prévio e o projecto de arquitectura da Biblioteca / Centro de Artes que se inicia com o desmantelamento e demolição do velhinho Cine-teatro Vasco da Gama e de estruturas adjacentes, necessária para a construção do novo equipamento.

Câmara de Sines e Ministério da Cultura – Instituto Português do Livro e da Biblioteca assinam no Palácio da Ajuda protocolo para co-financiamento e integração da nova biblioteca de Sines na Rede Nacional de Bibliotecas Públicas e em Agosto de 2005, é inaugurado o primeiro espaço do Centro de Artes, a nova Biblioteca Municipal de Sines, a que se segue, em Novembro, o Centro de Exposições – com uma exposição de pintura e desenho resultante de uma residência da pintora Graça Morais em Sines – e o Auditório, com um espectáculo do Bernardo Sassetti Trio2.

Prémios atribuídos ao Centro de Artes

Prémios AICA/MC: Arquitectura

O Atelier Aires Mateus, tendo como principal motivação o seu trabalho no Centro de Artes de Sines, foi distinguido com o Prémio AICA / MC (Associação Internacional de Críticos de Artes / Ministério da Cultura) 2005. Os prémios foram entregues em Sines, em Maio de 2006, acompanhados de uma exposição sobre o tema.

Prémios ITP: menção honrosa

O Centro de Artes de Sines foi distinguido pelo Instituto do Turismo de Portugal (ITP), com uma menção honrosa, na categoria “obra”. A entrega decorreu no Museu da Electricidade, em Lisboa, em Março de 2005. Os Prémios Turismo visam distinguir as melhores intervenções realizadas em espaços públicos, localizados na envolvente de empreendimentos e recursos turísticos, que contribuam para o reforço do seu interesse.

Prémio Enor 2006

O Centro de Artes de Sines, da autoria dos arquitectos Francisco e Manuel Aires Mateus, e as estações do Metro do Porto, da autoria de Souto Moura, foram as obras vencedoras do Grande Prémio Enor 2006, entregue em Vigo, em Novembro de 2006.

Concorreram ao galardão 50 arquitectos portugueses e um total de 130 candidatos a nível ibérico.

Prémio ContractAward – cat. Educação

Os arquitectos Manuel e Francisco Aires Mateus venceram o prémio alemão ContractAward na categoria Educação.

Sobre o Centro de Artes, o júri disse que “parece ter sido fundido, intencionalmente e com grande precisão, no comprimido contexto urbano da cidade”, salientando “a complexidade do conceito espacial: a engenhosa utilização da luz, a inteligente, mínima escolha de materiais, a disciplina com que as diferenciadas funções são acomodadas, num grande e imponente espaço” (not. PÚBLICO 2007-01-19).

Nomeações

Prémio Mies van der Rohe 2007

O Centro de Artes de Sines foi em 2007 uma das sete obras finalistas do “Mies van der Rohe”, prémio de arquitectura contemporânea concedido pela União Europeia, considerado o segundo mais importante da área em todo o mundo, imediatamente a seguir ao Pritzker, o “Nobel” da arquitectura contemporânea.

Outros

– Prémios FAD’06

– Prémio de Melhor Obra Ibero-Americana de Arquitectura e Urbanismo 2006

Outras distinções

– Considerado um dos 10 melhores edifícios portugueses da primeira década do séc. XXI pelo jornal Expresso (2009-12-31)

 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.