Loja dos Sonhos disponibiliza biblioteca itinerante

Por em 20 de Fevereiro de 2013

O protocolo de colaboração para a dinamização da biblioteca itinerante no autocarro da Loja dos Sonhos foi assinado esta semana entre a Vereadora da Câmara Municipal de Évora, Cláudia Sousa Pereira e o Diretor da Biblioteca Pública de Évora, José Calixto, aquando da ida deste recurso à freguesia de S. Sebastião da Giesteira. O protocolo estabelece as competências da autarquia e da biblioteca quanto à implementação, gestão e funcionamento do bibliobus. Recorde-se que este bibliobus decorre da adaptação do recurso multimédia municipal “Loja dos Sonhos”, centrado agora no projeto “Promoção da leitura em movimento”, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, que visa esbater as assimetrias locais, através da facilitação do acesso da população aos livros (e a outros suportes de informação), promovendo, simultaneamente, um conjunto de atividades de enquadramento, estímulo e promoção da leitura.   No essencial, a Câmara Municipal de Évora assegura a conceção, execução e gestão global do projeto, disponibilizando também os recursos humanos e físicos necessários para o funcionamento do bibliobus e garantindo a execução das atividades e iniciativas previstas no âmbito do projeto.   À Biblioteca Pública de Évora cabe a cedência, por empréstimo, da coleção de monografias que integra o acervo documental inicial, bem como as posteriores renovações (periódicas) desse mesmo acervo, dando também apoio na seleção das coleções constituintes do acervo efetuando o seu tratamento técnico e a gestão e monitorização do sistema de empréstimo da coleção.   Demonstrando a sua satisfação pela concretização de mais um projeto ao serviço da população, a Vereadora salientou o aproveitamento que se fez de um equipamento que tinha uma vertente que já fazia a promoção da leitura, mas era contudo mais ligado às novas tecnologias.   “Uma vez que as escolas passaram a ter essa vertente e a trabalhar quotidianamente com esses equipamentos, achámos que podíamos fazer aquilo que não havia no concelho de Évora que era uma biblioteca itinerante”, explicou a autarca. O diretor da Biblioteca mostrou-se igualmente agradado com este projeto conjunto, sublinhando a sua importância, pois “o concelho de Évora precisava de uma biblioteca itinerante pela sua vastidão e por ter muitas freguesias dispersas” e “o essencial é que as pessoas tenham acesso ao livro e à leitura, à informação o mais comodamente possível e perto de suas casas”.

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.