Olivae do Alentejo para o mundo

Por em 13 de Março de 2014

A OLIVAE (e os seus sabonetes) surge(m) literalmente das mãos de Elza Neto (bióloga) e Carla Janeiro (engª zootécnica), e da sua vontade de contribuir para a valorização dos recursos locais de qualidade existentes em Portugal, e especialmente na região Alentejo, onde residem.

A origem deste projecto remonta a 2011, com a ideia de aproveitar as propriedades da folha de oliveira, que contém oleuropeína entre outros fenóis, com comprovados benefícios para a saúde, designadamente acção antimicrobiana e antioxidante. Foram assim produzidos os primeiros sabonetes com azeite e folha de oliveira triturada. As análises químicas efectuadas revelaram no entanto, que a oleuropeína desaparece durante o processo de fabrico utilizado.

A ideia foi abandonada, mas os conhecimentos entretanto adquiridos sobre a saboaria artesanal potenciou o interesse de explorar outros recursos de origem local, nomeadamente o leite de cabra pelos seus conhecidos benefícios para a pele

Dois anos e meio depois de iniciado o desenvolvimento experimental, em 2013, foi  criada a PLANETALFAZEMA Lda, com o objectivo de produzir e comercializar sabonetes artesanais sob a marca OLIVAE.

Com o cuidado dos métodos artesanais, a OLIVAE produz a partir de azeite virgem, leite de cabra da raça serpentina, cera de abelha e óleos essenciais biológicos, sabonetes naturais de elevada qualidade, que asseguram uma profunda limpeza e hidratação da pele.

Simultaneamente, privilegia a utilização de matérias-primas autóctones, por forma a contribuir para a valorização dos recursos naturais e de economias locais.

A OLIVAE disponibiliza um sabonete único, elaborado com a simplicidade do saber-fazer artesanal. O processo de saponificação dos sabonetes OLIVAE consiste unicamente na junção de ácidos gordos (azeite) a elementos alcalinos (hidróxido de sódio), um conhecimento ancestral atribuído aos árabes ainda no séc. XIII.

O azeite virgem, o leite de cabra serpentina, uma raça autóctone exclusiva de Portugal, e

a cera de abelha são provenientes de explorações agrícolas localizadas no Sul de Portugal, geridas de forma tradicional e de acordo com práticas amigas do ambiente.

Os ingredientes utilizados são de máxima qualidade e criteriosamente seleccionados por forma a contribuir para a promoção das economias locais e a sustentabilidade dos recursos utilizados. Estes princípios são assegurados privilegiando o estabelecimento de parcerias com produtores locais para fornecimento das matérias-primas necessárias. São disto exemplo, a colaboração estabelecida com a Cooperativa Agrícola de Portel e com a Associação Portuguesa de Caprinicultores da Raça Serpentina.

Os óleos essenciais biológicos, que conferem os vários aromas aos sabonetes OLIVAE,

provêm igualmente de produtores enquadrados em padrões de qualidade exigentes e são produzidos, por destilação a vapor de água, a partir de espécies da flora portuguesa. Para aromatizar os sabonetes OLIVAE não são utilizadas quaisquer substâncias químicas.

 

 

INGREDIENTES

Os sabonetes OLIVAE são produzidos com azeite virgem, hidróxido de sódio, leite de cabra

serpentina, cera de abelha, óleos essenciais biológicos e folhas/flores.

Azeite

Obtido a partir da moagem, prensagem e centrifugação das azeitonas, o azeite é utilizado desde há muito no fabrico de produtos cosméticos. Excelente condicionador da pele, o ácido oleíco possui características emolientes e humectantes. Por um lado, lubrifica a superfície da pele, conferindo-lhe maciez e lisura; por outro, aumenta o volume de água retida na camada superior da pele, através da captura da humidade do ar. Rico em vitaminas A, D, K e E, o azeite é também um poderoso antioxidante que ajuda a retardar o envelhecimento da pele.

Leite de cabra serpentina

O leite de cabra serpentina contém uma mistura de ingredientes extraordinários para a saúde da pele, conferindo-lhe suavidade e bem estar. Os triglicéridos presentes, com pH semelhante ao da pele, ajudam a hidratar e a manter a pele em equilíbrio. Além da vitamina A, que desempenha funções vitais a nível da manutenção do tecido epitelial e do bom estado do cabelo, tem ainda presente diversas outras, como a B1, B12 e C.

Óleos essências biológicos

Os aromas dos sabonetes OLIVAE são conferidos exclusivamente por óleos essenciais 100% puros e biológicos, obtidos pela destilação de plantas a vapor de água. A preferência por óleos obtidos a partir de plantas da flora portuguesa, como o alecrim, o rosmaninho e o tomilho bela-luz, autóctone da Península ibérica, constitui um contributo para a valorização dos recursos naturais endógenos.

 

CABRA SERPENTINA

A cabra serpentina é uma raça autóctone portuguesa, em risco de extinção , que se encontra

praticamente circunscrita ao sul de Portugal. De acordo com a Associação Portuguesa de Criadores da Raça Serpentina, entidade responsável pela gestão do Livro Genealógico da Raça, existirão apenas 4350 fêmeas e 222 machos reprodutores.

A cabra serpentina resultou de cruzamentos de animais trazidos em tempos remotos para a Península Ibérica por povos de várias origens. E aí, face a condicionalismos ambientais e alguma selecção morfológica, deram origem a uma população de acentuada homogeneidade, merecendo posteriormente o estatuto de raça (in Regulamento do Livro Genealógico de Caprinos de Raça Serpentina).

A sua denominação tem sofrido algumas alterações derivadas da distribuição dos animais ao longo da história. Inicialmente denominava-se espanhola ou castelhana, remetendo para a origem dos primeiros efectivos. Mais tarde, passou a ser conhecida por raiana por existir sobretudo na região fronteiriça. E finalmente, passou a designar-se por cabra serpentina, devido à sua proliferação ter ocorrido predominantemente na Serra de Serpa.

O sistema de produção da raça baseia-se no maneio tradicional da região, sendo os animais adultos mantidos em pastoreio directo. Nas áreas de pastagem alimentam-se de folhas de árvores, arbustos e herbáceas. Os partos ocorrem em duas épocas: em Setembro/Outubro e em Janeiro/Fevereiro, por forma a fazer coincidir a comercialização dos cabritos com as festividades religiosas locais. Os cabritos são amamentados até aos dois meses e meio de idade, altura em que são afastados das mães. A ordenha inicia-se no dia seguinte realizando-se diariamente de manhã e à tarde.

A utilização do leite de cabra serpentina na produção dos sabonetes OLIVAE é um contributo para a salvaguarda desta raça.

 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.