26º Aniversário de Évora Património Mundial da Humanidade

Por em 23 de Novembro de 2012

A Câmara Municipal de Évora assinala no próximo dia 25 de Novembro, domingo, a passagem do 26º aniversário sobre a classificação do Centro Histórico da cidade como Património Mundial da Humanidade, uma inscrição na lista da UNESCO conseguida em 1986. Évora foi a segunda cidade portuguesa a receber esta distinção, que lhe conferiu uma maior notoriedade em Portugal e no estrangeiro, tornando-se um fator importante para o progresso da cidade em vários setores económicos, dos quais o turismo foi o mais relevante.

O programa das comemorações tem início às 15 horas, com duas visitas guiadas, a primeira à Igreja, Convento e Torre do Salvador do Mundo, conduzida pela Arq.ª Estela Cameirão (GAPAE), e a segunda ao edifício dos Paços do Concelho, pelas Dr.ª Maria Ludovina Grilo e Dr.ª Conceição Rebola (CME). Estas visitas encerram o projeto “Évora, Percursos e Memórias – 25 Anos de Património Mundial da Humanidade, 25 Monumentos, 25 Lendas, Histórias e Devoções” que promoveu durante o último ano visitas a alguns sítios históricos da cidade de Évora. Este projeto foi idealizado para o programa das Comemorações dos 25 Anos de Évora Património da Humanidade, iniciado no ano passado, e teve a colaboração de várias instituições da cidade e especialistas, que deram a conhecer os principais monumentos e elementos distintivos do Centro Histórico da cidade, explorando a sua arquitetura e a sua história, bem como as lendas, devoções e tradições que guardam consigo.

Pelas 17 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, realiza-se a Sessão Comemorativa do 26º Aniversário de Évora Património Mundial da Humanidade, que terá início com a entrega de certificados aos participantes no projeto “Jovens Embaixadores de Évora”, um projeto apoiado pela Organização da Cidades Património Mundial e que tem como objetivo principal a divulgação das cidades Património Mundial através dos jovens, que no âmbito da sua formação superior e integrados no Programa Erasmus se deslocam para outras cidades. Os jovens que atualmente estão em Évora são recebidos pela Câmara Municipal, que os incentiva a promover a cidade. Segue-se a atuação dos Jograis da Sociedade Recreativa e Dramática Eborense e do “Ensemble de Alaúdes” do Conservatório Regional de Évora – Eborae Mvsica, e a sessão terminará com a distribuição das pagelas que fizeram parte do projeto “Évora, Percursos e Memórias”.

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.