Taxa de compromisso de 51%

Por em 17 de Janeiro de 2017
DR

Alentejo 2020: Taxa de compromisso atinge 549 M€

O Alentejo 2020 assumiu compromissos de 549 milhões de euros, equiparados a uma taxa de 51 por cento da sua respetiva dotação global em fundos estruturais, declarou o presidente da CCDR do Alentejo, Roberto Grilo,  na sessão de balanço de atividade do programa operacional, ontem realizada em Évora.  

Este montante está contratualizado com as Comunidades Intermunicipais ( CIM) com vista aos Investimentos Territoriais Integrados; com os Grupos de Ação Local (GAL), no âmbito da iniciativa de Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC). Bem como com as Autoridades Urbanas, no contexto dos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Até ao final do ano passado, o Programa Operacional Regional do Alentejo atingiu 420 milhões de euros  de investimento aprovado. E deste total de investimento realizado, 176 milhões de euros destinaram-se por um lado ao reforço, competitividade e internacionalização das PME e por outro, à consolidação do sistema regional de investigação.

Até ao momento, o Programa “Alentejo 2020”, lançou 94 concursos com uma dotação financeira de fundos europeus de 255 milhões de euros; destes, 63 concursos encontram-se “decididos”, 17 “fechados com respetivas candidaturas em processo de análise”, e 14, “abertos com uma dotação financeira de 226 milhões de euros”.

Mais recentemente, no início de 2017, foram aprovados 35 projetos para a conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do património cultural e natural, num investimento elegível de 32 milhões de euros (e correspondente comparticipação do FEDER em 24 milhões de euros). Embora este último concurso tenha sido aberto no ano passado, o prazo de aprovação estendeu-se, de modo a “encontrar soluções que permitissem dar resposta às candidaturas com avaliação de mérito relevante em articulação com estratégia para este tipo de investimento, justifica a Autoridade de Gestão do Programa”, o que veio ainda a traduzir-se num acréscimo de mais de 10 milhões de euros, além dos 14 milhões de euros estimados inicialmente da comparticipação do FEDER.

 

Texto: Rute Marques

 

Sobre Rute Marques

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.