PS acusa governo de “falhar todos os objectivos”

Por em 15 de Novembro de 2012

O PS assegurou que os mais recentes dados do INE indicam que Portugal atravessa uma recessão “grave e profunda” e que a via do Governo está a “falhar” sucessivamente “todos” os objetivos.

O deputado socialista Pedro Marques considerou, após divulgação dos dados do INE que apontam para uma taxa de desemprego de 15,8% e agravamento da recessão para 3,4%, que Portugal atravessa “uma recessão grave e aprofundada, com mais de 200 mil empregos perdidos desde que este Governo tomou posse – um número absolutamente impressionante”.

“São más notícias que decorrem da insistência do Governo numa política que está a falhar sucessivamente todos os seus objetivos em termos de emprego, de economia e até de défice. Fala-se já em mais derrapagens no défice por parte do Governo”, criticou.

Afirmou, também, que os indicadores do INE demonstram que a economia “travou fortemente no terceiro trimestre deste ano”.

“Em setembro, o Governo anunciou a desastrada proposta de alteração à taxa social única, que pôs trabalhadores contra empregadores e que depois foi abandonada. Tivemos ainda nesse mês o anúncio pelo ministro Vítor Gaspar do enorme aumento de impostos, o que teve consequências do ponto de vista económico”, disse.

Pedro Marques considerou, ainda, “impressionante” a quebra verificada na produção industrial, que terá caído 12% em setembro passado.

“Caímos quase três vezes mais do que a Grécia, quando a média de queda foi de 2%. O motor que nos restava para tentar salvar alguma coisa neste processo de ajustamento, o das exportações, está a travar a fundo”, defendeu.

Assim, o deputado afirmou que a situação social “é muito complexa e, infelizmente, não se vê nenhuma razão para que a situação se altere”.

“O PS espera um último mau trimestre neste ano e vê os indicadores para o próximo ano, designadamente os do Banco de Portugal, com uma perspetiva de queda de 10% ao nível do investimento. Não há nenhuma economia que regresse ao crescimento sustentado sem investimento”, acrescentou.

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.