“Around the blue” em Monsaraz

Por em 13 de Fevereiro de 2022

Ana Camilo apresenta de 12 de fevereiro a 30 de abril a exposição “Around the blue” na Igreja de Santiago, em Monsaraz. Esta mostra de desenho a tinta da China organizada pelo Município de Reguengos de Monsaraz pode ser apreciada diariamente entre as 9h30 e as 12h30 e das 14h às 17h no âmbito do ciclo de exposições Monsaraz Museu Aberto.

“Around the blue” é o culminar da junção dos diários de viagens e a cianotipia. Ana Camilo iniciou estes diários durante o seu percurso de conservadora-restauradora de pintura mural, onde registou momentos, ambientes e situações, com o intuito de despertar o observador para diversas realidades físicas e emocionais.

No seu trabalho procura assumir e explorar as técnicas tradicionais, nomeadamente o desenho a tinta da China e a sua impossibilidade de apagar ou alterar qualquer traço feito. Ao recorrer à cianotipia confronta sempre duas realidades: o monocromático e a cor, o objeto e a sua sombra, o mundo real e o imaginário. O azul, que lança o mote à exposição, simboliza também o infinito, o fim e o começo, bem como a dualidade humana, em sentido abstrato, mas que se materializa em todas as obras através da utilização do preto no branco e dos elementos mais detalhados e coloridos.

Ana Camilo começou a pintar aos 8 anos de idade para ocupar os tempos livres e desde então as artes plásticas sempre fizeram parte da sua vida. A artista participa em exposições desde 1998, das quais cerca de uma centena de coletivas e uma dezena de individuais, realizadas em Portugal, Bélgica, Brasil, Estados Unidos da América, França e Itália, tendo obtido alguns prémios pelas suas obras. As técnicas mais utilizadas são óleo sobre tela e desenho a tinta da China sobre papel, embora o pastel e o acrílico também façam parte do seu portfólio.

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.