Plansel no feminino

Por em 4 de Outubro de 2020

As coincidências costumam ser o começo de histórias extraordinárias.

Com um naufrágio na costa de Portugal em 1956, o fundador da Quinta da Plansel, Jorge Böhm, lançou as bases para uma história de sucesso na viticultura.

Tem vindo a estudar as castas portuguesas desde 1978 e já catalogou e selecionou ele próprio mais de 300 castas.

Jorge Böhm passou todos os seus conhecimentos sobre as castas autóctones para a sua filha, Dorina Lindemann-Böhm, que seguiu o pai para Portugal em 1993 após estudar em Geisenheim.

Dorina Lindemann-Böhm fundou então a adega Quinta da Plansel em 1997 e está apaixonada pelas castas portuguesas.

Ela gosta particularmente de três dessas variedades de uvas nativas do norte: Touriga Franca: o pouco machista ou cowboy, aroma de frutos silvestres e extremamente poderoso e expressivo no paladar Touriga Nacional: os dois lados de Portugal, o lado gentil, quente e o lado ígneo, selvagem.

Aromas maravilhosos de violetas e flor de laranjeira de um lado, taninos fortes e expressivos do outro. Como Yin e Yan Tinta Barroca: apenas uma palavra Rubens, fruta carnuda e carnuda com uma elegante e bela doçura de fruta.

 As duas filhas de Dorina, Júlia e Luísa, também fazem parte do negócio da família há dois anos. Julia trabalha com marketing e Luisa é a terceira geração que estuda enologia em Geisenheim e cuida da vinificação

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.