“Chimica: a arte de transformar a matéria”

Por em 25 de Janeiro de 2013

Em finais do século XIX foi implementado um laboratório químico no Liceu de Évora, sito no Colégio do Espírito Santo, numa altura em que se começava a protagonizar a introdução de procedimentos experimentais no ensino das ciências. Este espólio, atualmente propriedade da Escola Secundária André de Gouveia, é o testemunho vivo da presença da Química em épocas passadas, nesta cidade. Alguns dos objetos que dele fazem parte podem ser apreciados na exposição Chimica: a arte de transformar a matéria, patente no Museu de Évora no período de 29 janeiro a 30 de março de 2013.

Fazer desses objetos peças museológicas, olhá-los com uma vida para além da mera reação química ou da medição de um fenómeno, resgatá-los para o contexto público, são os desafios desta exposição.

Cada objeto tem uma forma e função única, adequada, para desempenhar o papel que lhe coube em sorte no palco que é o laboratório e viveu ao compasso da incessante curiosidade do químico que o manipulou. Os manuais escolares unem-se aqui à riqueza dos instrumentos de medida, dos utensílios usados na manipulação da matéria e na sua transformação… Não fosse a Chimica: a arte de transformar a matéria!

A exposição é uma organização conjunta da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, Museu de Évora, Centro de Química de Évora, Departamento de Química da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora e Escola Secundária André de Gouveia.

 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.