Maria João abre temporada de música Melodea no Fórum Eugénio de Almeida

Por em 28 de Setembro de 2012

A criatividade e irreverência de Maria João, uma das intérpretes mais notáveis do panorama musical português, marca o arranque da temporada de música Melodea da Fundação Eugénio de Almeida. O concerto, agendado para 6 de outubro, intitula-se Maria João & As Aventuras das Abelhas e é um dos mais recentes projetos musicais da cantora.

Nas palavras de Maria João, “Sinto sempre muita dificuldade em explicar a música usando as palavras, alinhadas umas a seguir às outras em fila indiana, cheias de significado e coerência. Há sempre um qualquer acontecimento que começa uma ideia, ou alguém.

Neste caso tudo começou com este músico, o João, que eu encontrei uma vez, cheio de ideias, usando outros sons de outros instrumentos musicais, outras ideias de coisas que queria fazer e que eu também queria mas não sabia bem como…”. A acompanhar a cantora estão João Farinha, no Fender Rhodes e eletrónica e André Nascimento, na eletrónica.

O Latin Jazz é a proposta da Fundação Eugénio de Almeida para o sábado de 3 de novembro. Em Mulata de Arroz, Adriana Miki apresenta o seu novo trabalho discográfico, produzido por Sérgio Crestana, que conta com a participação de Paulo Barros ao piano, Desidério Lázaro nos saxofones tenor e soprano e clarinete, Joel Silva na bateria e o convidado especial João Moreira no Fluegel Horn.

Descendente de japoneses e natural do Brasil, Adriana Miki já atuou em Nova Iorque, Espanha, Alemanha e Holanda, bem como em diversos palcos nacionais.

Cristina Branco e João Paulo Esteves da Silva, músicos completos, multifacetados e inovadores, atuam a 8 de dezembro com o concerto Segredo Bem Guardado. Cristina solta-se das amarras do Fado, que a notabilizou, e parte em busca de outros sons, de outras interpretações.

João Paulo, pianista compositor, distinguido com os prémios Médaille d’ Or, Prix Jacques Dupont, Prix d’ Excellence e Prix de Perfectionement, é um dos raros talentos que imprimem magia nas suas apresentações.

Doze anos depois de um primeiro encontro e de um percurso tecido por muitas músicas e “aventuras”, como a recente ousadia de cantar Schumann, Cristina Branco e João Paulo Esteves da Silva reencontram-se em concerto. Com eles, estarão as palavras de Baudelaire, Vasco Graça Moura ou Chico Buarque, e as composições de Schumann, Fausto, José Afonso, José Mário Branco ou Mário Laginha.

 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.