Ana Fialho

Por em 18 de Abril de 2020
DR

Gestão em tempo de Pandemia: O papel importante dos Contabilistas no apoio às Empresas

A pandemia do COVID19 e o estado de sítio na economia chegaram sem aviso prévio e instalaram-se subitamente. Se dúvidas existiam sobre o papel dos Contabilistas na sociedade, e o interesse público desta profissão, dissiparam-se tão rapidamente quanto se instalou o pânico nas empresas, nomeadamente nas micro e pequenas. Os empresários, perante o fecho de portas dos seus negócios, socorrem-se dos seus Contabilistas e solicitam todo o tipo de apoio. Estes profissionais, para além do seu perfil técnico, têm agora também que tranquilizar e transmitir a confiança necessária aos seus clientes para que estes enfrentem a situação com o animo suficiente e tomem as decisões de gestão, que possam a garantir a sustentabilidade dos seus negócios, no atual contexto e no futuro próximo.

Em tempo de pandemia a gestão das empresas é feita hora a hora, dia a dia, semana a semana, num contexto de tal incerteza que impõe uma tomada de decisão assente em novos pressupostos resultantes de uma realidade até então desconhecida. Há que atuar, dar resposta aos múltiplos desafios, encontrar soluções, redefinir estratégias anteriormente assumidas e, sobretudo, salvar os negócios, manter-se, em muitos casos, à tona até que a situação seja ultrapassada e se volte a uma normalidade que trará novos desafios que terão que ser enfrentados com motivação para poderem ser superados com sucesso.

No apoio aos empresários são, neste período, os Contabilistas que estão na linha da frente, desenvolvendo esforços para que os seus clientes sobrevivam e ultrapassarem o atual estado de emergência, em condições de prosseguirem a sua atividade. Aos Contabilistas tem sido solicitada ajuda em todas as etapas desta pandemia, na interpretação da legislação, na adoção de novos procedimentos, no preenchimento dos requerimentos, no novo processamento das remunerações, na resposta às autoridades, no encontro de soluções que sejam exequíveis, em suma em todas as decisões que têm que ser tomadas na gestão corrente das empresas.   

Para além dos sobressaltos diários, com a divulgação de diversa legislação, colocam-se agora todos os desafios da era digital, que apesar de serem já conhecidos de todos e amplamente debatidos, estavam a ser geridos paulatinamente. O Contabilista impossibilitado de um contacto pessoal enfrenta os desafios inerentes ao teletrabalho imposto pelo estado de emergência, tem todas as ferramentas tecnológicas ao seu dispor, contudo são-lhe exigidas competências que, para alguns, ainda não estavam consolidadas. A exigência de uma assinatura digital no requerimento exigido às empresas para acederem ao lay-off e os condicionamentos à circulação de papel, são exemplos das dificuldades que alguns empresários e os seus contabilistas podem enfrentar neste período tão conturbado e exigente.

A Ordem dos Contabilistas, na pessoa da sua Bastonária, Paula Franco, tem assumido um papel decisivo, não só na proteção desta classe profissional como na procura de respostas às múltiplas e permanentes questões colocadas pelos empresários. A Ordem tem protagonizado uma atitude de serenidade, tranquilizando os seus membros e os empresários com as suas assíduas intervenções, não só nos canais de comunicação internos, como nos órgãos de comunicação social. Estão em causa não só a sobrevivência de milhares de micro e pequenas empresas, dos mais diversos setores, mas também dos próprios Contabilistas que podem ver colocada em causa a continuidade da sua atividade.

Também no ensino superior nas áreas da Gestão e da Contabilidade se colocam desafios nunca antes vivenciados, os quais impõem competências pedagógicas que, se para alguns docentes já não são novidade, para muitos outros poderão ser. A súbita interrupção do modelo clássico de ensino presencial, ainda predominante nas instituições de ensino superior portuguesas, é uma realidade que já não tem retorno, mas que poderá constituir uma oportunidade para a implementação de um novo modelo alicerçado não só nas múltiplas ferramentas disponíveis hoje em dia como também no paradigma da globalização.

Em síntese, a História tem demonstrado que as crises sociais, económicas e políticas constituem momentos de rutura dando origem a novas realidades e constituem, muitas vezes, oportunidades para saltos qualitativos na sociedade e na economia. Neste momento em que tudo está em questão os Contabilistas assumem um papel fundamental no apoio aos empresários na gestão dos seus negócios. No futuro, surgirão novos desafios, novas atividades, negócios inovadores e novas tarefas, que exigirão novas competências. Os Contabilistas, com o seu conhecimento técnico e as suas aptidões, continuarão na retaguarda de muitos empresários a dar o seu contributo imprescindível a todas as atividades. Os conhecimentos adquiridos nas Escolas de Gestão serão, cada vez mais, determinantes para o sucesso, quer da gestão quer do exercício da profissão de Contabilista, contudo ao ensino serão exigidas novas metodologias e novas abordagens, com novas variáveis adequadas às realidades que emergirão no período pós pandemia. Todos teremos que nos preparar para os novos desafios e para as oportunidades que emergirão nesse futuro agora ainda algo longínquo.

Sobre Redacção Registo

2 Comments

  1. Gilberto Moisés Moma Capeça

    22 de Abril de 2020 at 1:04

    Interessante trabalho Ilustre Professora Ana Fialho. Se me permitir, gostava de partilhar este artigo com os meus estudantes da Licenciatura em Contabilidade e Finanças cá em Luanda.

    Beijinhos

    • Gilberto Capeça

      22 de Maio de 2020 at 17:24

      Muito obrigada Gilberto, não só autorizo coo agradeço a partilha deste artigo. Espero que seja útil e contribua para a formação das novas gerações e futuros profissionais destas áreas.
      Abr.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.