Novo Estado de Emergência

Por em 27 de Janeiro de 2021
DR

O Presidente da República pondera dar margem para que possa haver ensino à distância no novo estado de emergência, já que as escolas devem permanecer fechadas. A indicação foi dada por mais de um partido depois das reuniões por videoconferência com Marcelo Rebelo de Sousa. O novo estado de emergência deverá ter ainda a possibilidade de venda de livros em hipermercados e fecho de fronteiras, no caso de ser necessário.

A deputada do PEV Mariana Silva disse à comunicação social que a reunião com o Presidente da República trouxe “ligeiras alterações” sobre o que será o novo estado de emergência, “sobretudo por causa do encerramento de escolas, a venda de livros e a possibilidade de se fechar fronteiras, caso isso seja

Nessa altura, já Cotrim de Figueiredo, da Iniciativa Liberal, havia dito aos jornalistas: “O senhor Presidente da República falou de alguns ajustamentos que irá fazer — vamos ver em que termos é que isso pode acontecer — relativamente a essas matérias do ensino à distância, quer nas escolas do ensino cooperativo e privado, quer eventualmente nas escolas do sector público”. O deputado e líder da IL criticou o “abuso de poder” do Governo que impôs o fecho de todas as escolas e proibiu o ensino à distância. “O vírus não se apanha por Zoom”, alegou.

“Relativamente ao ensino à distância e à liberdade e ensino à distância, o que vai ficar previsto no decreto é essa possibilidade inequívoca”, disse o deputado do PAN, André Silva, pedindo ao Governo que resolva a transição digital nas escolas. “O senhor primeiro-ministro, aparentemente, já se compromete que no início de Fevereiro teremos essas condições, estando as escolas eventualmente encerradas em Fevereiro pelo menos”, afirmou André Silva. 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.