Vila Viçosa com CLDS+

Por em 11 de Junho de 2013

A Segurança Social assina amanhã, pelas 16h00, no auditório do Centro Distrital de Faro do ISS, protocolos no âmbito do Programa Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS+) com 18 câmaras municipais, entre as quais a de Vila Viçosa.

O Ministério da Solidariedade e da Segurança Social através da celebração destes novos protocolos CLDS+ aplicará mais de 20 milhões de euros nos territórios mais vulneráveis.

Criados em 2007 pela Portaria n.º 396/2007, de 2 de abril, os CLDS tinham como objetivo impulsionar uma maior coesão territorial em todo o país, bem como uma mudança social efetiva nos territórios mais deprimidos, confrontados com graves situações de pobreza e exclusão social.

Após a última reprogramação do QREN (2012) dadas as alterações que toda a Europa vinha sofrendo, sobretudo no que diz respeito à crescente taxa de desemprego, impunha-se uma mobilização dos fundos estruturais disponíveis para estratégias de combate a esse fenómeno.

Assim, os CLDS+ vêm reforçar as iniciativas para empregabilidade através de novos apoios no Emprego, Formação e Qualificação e pela criação de gabinetes de atendimento na área da empregabilidade que funcionarão em estreita parceria com Instituto de Emprego e Formação Profissional, o que representa uma inovação em relação aos anteriores CLDS.

Tendo o Ministério da Solidariedade e da Segurança Social, assumido uma clara priorização à criação de emprego, a nova vaga de CLDS+ resulta de um trabalho conjunto entre o Instituto da Segurança Social e Instituto de Emprego e Formação Profissional com as Juntas de Freguesia, Câmaras Municipais, IPSS e Rede Social, que selecionaram um primeiro grupo de 80 territórios, tomando em consideração múltiplos indicadores, tais como desemprego absoluto, evolução do índice de Emprego, peso de desempregados de longa duração, índice de dependência dos Idosos, índice de envelhecimento, pobreza monetária, pobreza infantil e condições habitacionais precárias.

 

Sobre Redacção Registo

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.